Como passei na audição de dança de salão.

Na verdade eu ainda não sei bem, mas vamos falar sobre Dança.

Desde que o homem é homem na terra, o homem dança. Seja em ritual de louvor ao deus Sol, seja para trazer boa colheita, para conquistar o seu amor ou apenas para sacudir o esqueleto. (Vide definição de dança via Wikipedia)

Eu amo dançar. Desde pequena, tudo que pude fazer de dança, eu fiz. Ballet, dança tradicional gaúcha, dança tradicional japonesa e a maravilhosa e encantadora dança do ventre, uma verdadeira paixão!

DSC_0188_1024x679

Apresentação de 2009… saudades!!

Mas a vida, ahh.. a vida…
Chega um momento da vida que a gente se envolve com uma coisa, com outra coisa e acaba deixando as paixões de lado. Pensando no lado profissional, parei de fazer muitas coisas, e acabei me tornando mais uma sedentária de escritório, cheia de dores para levantar, sem resistência física nenhuma… aquela história bem ruim que nem quero pensar. Sempre odiei academia, não suporto aquele mundo maromba que beija os próprios músculos e urra para o espelho feito o Hulk. Não suporto aquele mundo suado cheio de calça no rego e bunda empinada com feromônios subindo (virando os olhos agora). Ok, sem preconceitos. Eu sei que nem todos que frequentam academia são assim e quem é desse mundo é desse mundo, eu sou de outro mundo e ponto final. Gosto mais de fazer coisas como pilates, yoga, alongamentos em geral… porém, essas coisas são caras, e em épocas de vacas magras não se faz essas coisas.

Então, estava eu desanimada da vida, querendo fazer exercícios por sentir uma real necessidade física de exercício, caso contrário minha carne e meus poucos músculos que sobraram e que me mantinham em pé, se descolariam dos ossos e cairiam deixando apenas a pele e uma capa de gordura. Mas tinha que ser algo que me motivasse, que não fosse “pelamordedeos” uma academia de maromba; por outro lado sem grana para as coisas que gosto não estava rolando. Mas o destino sorriu para mim e eis que surge um convite todo aleatório de uma amiga:

“Fazer uma audição para ganhar uma bolsa e fazer dança de salão.”

Não tive fé, esperança ou qualquer expectativa. Nunca fiz dança de salão, nem poderia ter fé em algo assim. Ok, dança gaúcha tem umas coisas parecidas, mas, convenhamos… Fiz isso há mais de uma década, meu corpo está sedentário e não tenho mais 15 anos. Apenas me inscrevi. O que poderia acontecer? Dar certo, ou não dar certo. Só um ou outro. Não estava perdendo nada então pensei, ok, vamos encarar o desafio. Se der errado nada muda, se der certo ganho a bolsa!

Cheguei lá bem tranquila com minha amiga, o professor fazia uns passos e a gente tinha que imitar. Tinha bastante pessoas. Eu posso até estar sedentária, mas, entendo um pouco de ritmo. E juro, eu não sou a pessoa “mais melhor de boa do mundo” na dança, muito menos em dança de salão que não tinha nem ideia, mas, gente…. tinha umas pessoas que foram lá achando que estavam na audição do Flash Dance de dança contemporânea, que faziam tudo, menos o que o professor pediu pra fazer. Ai não né pô!!!
Passo vai, passo vem, sai a turma da sala, professor chama um, chama outro, chama os Flash Dancers… e nada de chamar a gente. “Azamiga e eu” tudo nervosa já achando que tinha dado tudo errado, trocando experiência de como tínhamos errado as mãozinhas da salsa que o professor resolveu colocar, o passinho de samba que embolou tudo nas pernas e tal… Neste momento bateu um nervosinho porque mesmo sem expectativas, se de fato levasse um NÃO pra casa, ok, paciência, mas você fica um pouco tipo “ah meu, fiz tudo errado….. :( “.

Image: YouTube

So you think you can dance?

Eis que o professor nos chama. Amiga, amiga da amiga, mais um rapaz e eu. Pensei, “F#DEU”, parece até que ele sabia que estávamos “azamiga” todas juntas sofrendo… Mas o semblante dele era sereno, e quando ele de fato começou a falar, quase não acreditei. Fomos aprovados!!! Falou que tínhamos ritmo e capacidade de progredirmos muito como dançarinos. Fiquei me questionando por muito tempo: Como isso aconteceu? Milagre de deus? Baixou um espírito em mim? Professor esqueceu de olhar e achou que eu fui bem? Mas não. Eu passei mesmo. As experiências que já tive na vida com algumas danças, o gosto pela música, a noção de ritmo de alguma forma me ajudaram a destacar-me.

E AGORA SOU BOLSISTA DE DANÇA DE SALÃO!!!

As aulas são ótimas, estou aprendendo muuuuuito com o professor, e principalmente com os bolsistas mais experientes. Uma vontade louca de jogar tudo pro ar e só dançar e dançar!! Queria poder viver disso!!! Cheguei a conclusão que meu faniquito da vida é música e dança (AIMEDESSSCRRR). Dançar me faz sorrir, me faz sentir mais feminina e mais alegre! (Além de que já faço um exercício já de quebra e tal. :P) Descobrir errinhos e conseguir corrigi-los me faz feliz! Eu me sinto insegura por não saber os passos direito ainda, mas tenho vontade de aprender, e ter vontade de aprender coisas novas, é muito desafiador e motivador! Fico agoniada por não conseguir acompanhar os passos legais. Quero fazer, quero aprender mais e mais! Chego em casa exausta, vou trabalhar como um zumbi no dia seguinte, meus pés doem… Mas estou contente com tudo isso!! Encarando desafios a cada aula! :)

E é isso! Dançar é para o corpo e para a alma!

Beijosmedesligo x_x

 

30 e poucos…

30 e poucos anos.

Quando tinha 15, achava que 30 anos era uma idade bem avançada, afinal era o dobro da minha. Agora que tenho 30 e… sendo que 5 anos destes 30 e poucos, trabalhei com idosos, passei a pensar que uma pessoa velha é uma pessoa que se entregou para as amarguras da vida e deixou de viver. Em termos de idade, acima dos 80 anos posso dizer que é… está ficando velhinho(a).

Achava que com 30 anos eu estaria morando no meu próprio apartamento em uma cidade grande, ganhando bem, sendo independente, saudável, fashion, linda e poderosa.
Bom… a parte da cidade grande está correta ao menos…

Não é um caso de todas as pessoas que chegaram nos 30, ou que já passaram disso, mas, para mim, sim, muitas coisas já não são mais novidades e perderam um pouco a magia. Tento buscar aquele encanto infanto-juvenil nas pequenas coisas da vida afinal, nunca devemos nos entregar para velhice. Acho que a velhice mental é pior do que a velhice física… Nada pior do que quando nos sentimos velhos demais para determinadas coisas…

Resultado de imagem para too old to

Alguém deve estar pensando o que eu fiz com o “…ganhando bem, sendo independente, saudável, fashion, linda e poderosa.”. Então…

Mas de fato é inevitável “envelhecer” em determinados momentos, ou melhor colocando… amadurecer. Afinal, não podemos ser crianças para sempre (apesar de ser bem tentador), e as dores, os temores, as decisões que tomamos, os momentos de aflição que passamos… tudo isso vai nos dando um banho de expectativa X realidade que resultam em um cabelo branco ali, ruguinhas aqui e de repente uma seriedade…

“Não leve tão a sério!” Dizem as pessoas. “Tem que curtir a vida!” seja lá o que isso quer dizer; “Carpem Diem!”, mas tem pessoas que preferem a noite; “Não crie expectativas” (concordo, mesmo sabendo ser difícil…); “Aproveite sua vida, ahh você é tão nova!!” (mas gente, aproveitar fazendo o que medesss??). Mas nem sempre estamos com vontade de celebrar. Nestes momentos como boa canceriana que sou, vou lá pra dentro da minha conchinha e pergunto pra mim mesma: “Está tudo bem? O que está te incomodando? Como pode mudar isso? Será que não está sendo exagerada? Será que neste caso devo mandar todo mundo a…?” E por fim… em que lua estamos? Ish… acho que vou ficar “mocinha”… Assim aprendi ao longo dos 30 e poucos que tenho todo o direito de estar as vezes “de bode” e um pouco desanimada; que nem sempre tenho vontade de “ceeeeeeeeelebrate good times, come on!”, mas que também não devo permanecer ali até que alguém venha me tirar por piedade. Preciso sair da minha concha, respirar fundo e seguir, caso contrário estaria envelhecendo-me. (Um dedinho da família e dos amigos pode ajudar, mas o trabalho final é individual, viu?)

A gente merece ser feliz minha gente! Ser feliz, sem pensar se está velho para isso ou aquilo, sem achar que se não tem mais 20 anos já não pode mais nada. Tem que se amar como é, ser amado, dividir as alegrias com quem se ama, assistir bobeiras de vez em quando, jogar conversa fora com os amigos, abraçar, beijar, comer coisas gostosas, assistir vídeo de cachorrinhos fofos, deixar a criança interna brincar de vez em quando e fazer estas coisas todas que recebemos todos os dias pelo Whats App.

É aquela coisa do copo, meio cheio, meio vazio; 30 anos é meio novo, meio velho. Tudo depende da forma que você vê.

Beijosmedesligo x_x

 

Tsuyoshi Domoto

Já mencionei aqui sobre alguns artistas, e acho que em algum momento mencionei sobre Tsuyoshi Domoto mas, nunca fiz um post específico sobre ele. Bom, chegou a hora. Chegou a hora porque surgiu na conversa com uma amiga, e quando eu falei que Tsuyoshi Domoto é o grande amor da minha vida ela riu… :(
Que isso gente, sou super realista. Este homem só não está casado comigo porque não me conhece! Ok, brincadeiras a parte, surgiu a hora (e até passou dela) porque neste mês foi o aniversário dele (dia 10 de abril) e achei que valeria a homenagem!

Eu imagino que quase ninguém no Brasil saiba quem é Tsuyoshi Domoto e pode qualquer um pensar que foi apenas um amor que deixei no Japão. De certa forma é, mas não é. Tsuyoshi Domoto é um cantor, ator, compositor, guitarrista, dançarino e sei lá o que mais, japonês. Faz dupla com Koichi Domoto e sua dupla chama-se Kinki Kids.
Apenas para acrescentar informação, Kinki Kids, diferentemente do que pode-se passar pela cabeça, não são meninos tarados pois “Kinki”, não vem da palavra inglesa “kinky” e sim da região “Kinki” do Japão, também conhecida como região de “Kansai”. Pois bem. Eles são os Kinki Kids, pois, Tsuyoshi é de Nara, e Koichi é de Hyogo e ambas as províncias pertencem à região de Kinki. (Também é a região que engloba Osaka e Quioto, os locais mais conhecidos desta área.)

A primeira vez que vi Tsuyoshi, porém, não foi como Kinki Kids, e sim como ator num “dorama” (novela japonesa) chamada Kindaichi Shonen no Jikenbo. Uma releitura de uma série antiga, um tipo de Sherlock Holmes japonês onde Tsuyoshi atuou no papel principal, Hajime Kindaichi, o neto do famoso detetive Kindaichi (posteriormente interpretado po Matsujun do Arashi numa remake, para quem gosta de Jpop). Ele tinha uns 16 ou 17 anos na época da novela, e eu uns 12 anos. Uma fase complicada para as meninas sabe… Muitos suspiros rolaram, é verdade… E foi adquirindo revistas de boyband japonesa descobri que ele fazia dupla com Koichi e o amor só cresceu porque eles, além de cantar e dançar, apresentavam alguns programas de televisão muito engraçados na época e também estampavam frequentemente as capas dessas revistas teen. Eu colecionava as fotos, recortava, fazia painéis, colava na parede do quarto… e lá se iam mais suspiros…

E aí você me pergunta: Tá mas… esse cara é tão lindo assim??

Então……………….. {:(
Gente… coração de menina é uma coisa assim, inexplicável entende?
Na foto abaixo, Tsuyoshi com 17 anos.

Tsuyoshi tem 1,58m de altura, deve pesar tipo uns 56kg. Não é um japonês horroroso mas Koichi está ganhando dele na beleza… :(
(E DAÍ???? EU GOSTO DO TSUYOSHI MESMO ASSIM TÁ?????)
A carreira deles estourou em entre 1998 e 1999 com a música Garasu no Shonen, e depois só cresceu e cresceu. A dupla chegou a entrar para o Guiness Book como recorde de muitos singles em primeiro lugar seguidos!! (Comprove a veracidade desta informação clicando aqui.) Realmente agrada à todos os públicos pela diversidade dos estilos musicais.
(Abaixo, imagem dos dois na época, capa do CD Garasu no Shonen)

Posteriormente, tanto Tsuyoshi quanto Koichi tiveram projetos solos. Koichi fez um tipo de teatro tradicional japonês, misturado com música moderna, não sei muito bem… Tsuyoshi porém, juntou “uns negão” e produziu vários Soul Music misturando o estilo japonês. Bem alternativo, eu diria… Ele gosta muito de peixes, coleciona peixes e tem uma sala com muitos peixes em sua casa, então colocou o nome do seu projeto de Endlicheri * Endlicheri (endlicheri é uma espécie de peixe africano), onde ele mesmo interpretava uma personagem chamado Cheri, com roupas mega coloridas inspiradas nas estampas africanas misturadas às estampas dos kimonos tradicionais.

Além de todas as coisas maravilhosas, Tsuyoshi foi considerado o homem mais fashion do Japão pelo seu estilo único de se vestir e seus penteados originais, sempre criando tendências de moda; praticamente um it boy japonês. E em parceria com uma empresa de moda, criou a CA4LA, uma loja especializada em chapéus e acessórios.

Neste ano Tsuyoshi completou seus 37 anos. Ainda continua firme e forte na dupla Kinki Kids junto ao Koichi, apresentando vários programas bacanas e sendo maravilhoso como sempre… ai ai… Teve um período em sua vida que quase desistiu de tudo pois, descobriu-se com síndrome do pânico e teve que se afastar por um tempo. Depressivo, teve que tomar remédios, engordou… mas, com o apoio da família, dos amigos e dos fãs, recuperou-se e está firme e forte para a minha alegria e a alegria dos fãs! A impressão que tenho é que Kinki Kids nunca envelhece. Só ficam mais gatos com o tempo. *_*

Bom, então é isso. Esse homem é tudo de bom e finalizo com um link de uma música deles! Não é a minha preferida, mas, os japoneses são muito rigorosos com direitos autorais e não se acha os clipes das músicas facilmente na internet… Espero que gostem… :)

Beijosmedesligo x_x

 

As mulheres loiras de cabelos curtos.

Como todas as mulheres, mesmo sendo do sexo feminino, tenho um lado masculino. Ele não fala muito alto, é fato, mas meu lado masculino definitivamente gosta de mulheres loiras de cabelos curtos. Estou falando isto porque na época da faculdade recortava das revistas, imagens de mulheres que considerava “fashion”, “cool” e bonitas é claro, para me inspirar à criar os croquis e quando me dei conta, havia sim todos os tipos de mulheres mas sobretudo, mulheres loiras de cabelos curtos.

Segue a lista das musas; não está em ordem de beleza nem nada. Só fui lembrando e postando…

1. Marie Fredriksson
Acredito que a primeira mulher loira de cabelo curto por quem me “apaixonei” foi quem eu recentemente homenageei com um post, Marie Fredriksson. Definitivamente She’s got the look.
2. T-Seven
Quando criança ganhei um CD do trio Mr. President. A música Coco Jambo estava em alta e eu admirava o encarte com várias fotos do trio, inclusive da T-Seven, linda e loira.
3. Lesley Lawson (Twiggy)
Na época da faculdade me encantei por Twiggy, modelo maravilhosa dos anos 60. Quem resiste aos olhões de boneca?
4. Agyness Deiyn
E já que estamos falando de moda, não podia deixar de lembrar da maravilhosa Agyness Deiyn, a modelo inglesa que conquistou o mundo com seu charme andrógino.
5. Madonna
Simplesmente porque não poderia deixá-la de fora desta lista.
6. Alecia Beth Moore (P!nk)
E já que falamos de cantora, faz-se necessário mencionar minha “ídala” P!nk, mulher linda, talentosa e poderosa!
7. Marilyn Monroe
Simplesmente a diva das divas, Marilyn Monroe.
8. Juliette Lewis
Há muito tempo quando ela namorava o homem maravilhoso que era e ainda é Brad Pitt, Juliette Lewis tinha seus cabelinhos platinados. Mas, eu gosto dela no filme “What’s eating Gilbert Grape” (no Brasil, Gilbert Grape, um aprendiz de sonhador) também, onde ela está morena…
9. Emma Watson
Bem… esta não é bem loira mas vale pela beleza; Emma Watson after Harry Potter, que isso meldels, toda linda de joãozinho… *_*
10. Natalie Portman
E só pra acrescentar mais uma não-loira, o que é a Natalie Portman versão short hair, se não uma linda?
 
11. Charlize Theron
Bom… esta é linda de qualquer jeito mas o short blond arrasa! Charlize Theron.
12. Scarlett Johansson
E para fazer a alegria dos meninos, apesar de que gosto mais dela de cabelos compridos, Scarlett poderosa.
Se esqueci alguma loira linda, me perdoem. Foram só algumas que lembrei que me chamaram atenção por algum motivo. Alguém pode pensar: E a Xuxa? Sim, tem a Xuxa também mas me limitei internacionalmente se não o post não teria fim. E Miley Cyrus? Ah, sei lá, é muita mulher nesse mundo!!
Juro que não sou uma lésbica tarada. Na verdade nunca pensei nessas mulheres com desejo ou qualquer sentimento. Apenas acho-as bonitas, inspiradoras!! Quem sabe um dia tasco a tesoura e me pinto de loira só pra variar? Segue Photoshop vagabundo da simulação. hahahahahaha
TESTE BRINCANDO 03.jpg
Vou dormir antes de ser castigada pelo “deus do design” por esse Photoshop vagabundo. Desculpa, eu não domino esta ferramenta. ;_;
Beijomedesligo x_x

“sonkei suru hito” (A pessoa que você admira.)

“Sonkei suru hito” significa em japonês, “a pessoa que vc admira”.

Na sexta série do ensino fundamental do Japão, foi feito um trabalho onde tínhamos que responder a pergunta: QUEM É A PESSOA QUE VOCÊ MAIS ADMIRA?
Eu não sabia dizer quem era a pessoa mais admirável que já havia conhecido em toda a minha vida. Não conseguia pensar em alguém que realmente me fizesse pensar “Nossa, que pessoa admirável!”
As outras crianças falavam, “meu pai; minha mãe; artista tal; escritor tal; personalidade tal…”. Eu no entanto não pensava em ninguém, exceto uma menina que estudava comigo.
Esta menina era pequenininha, sempre muito alegre, cheia de energia, amiga de todos, inclusive dos meninos quando era uma época em que meninos e meninas eram praticamente inimigos (uma guerra dos sexos que eu não compreendia e odiava). Ela desenhava bem, cantava bem, ia muito bem nos esportes (coisa que eu sempre fui muito ruim), tocava piano maravilhosamente bem e ainda por cima ia muito bem nos estudos. Tinha um irmão mais velho que era igualmente bom “em tudo” assim como ela. Uma fofa, uma linda. Então decidi que era ELA quem eu admirava.
Todos da escola ficaram pasmos. Me criticaram. Caçoaram de mim por eu achar a colega de sala mais do que meus pais ou qualquer outro adulto.
Olhando para trás entendo. Na minha visão de criança, tudo aquilo que ela fazia de bom, eram coisas que eu queria ter/ ser. Achava importante para minha vida tudo aquilo, e ninguém que eu conhecia fazia tão bem quanto ela. Então, bom, era automático considerá-la como admirável.
Depois de adulta tive o prazer de encontrá-la novamente. Ela continua pequenininha e muito experta como sempre. Linda, linda de viver!
Não sei muito da vida pessoal dela, mas creio que muitas coisas boas ela deve ter realizado. Hoje em dia trabalha como enfermeira e eu continuo admirando-a.
Mas aquele sentimento de injustiça sempre volta em mim quando penso o quanto tive que ouvir dos meus coleguinhas por ter escolhido ela para admirar…. Poderia ser inveja talvez, por ter escolhido ela e mais ninguém? Não sei. Mas se tivesse a chance de mudar este episódio com o conhecimento de hoje (só um devaneio aqui, pensando se existia uma forma de não ter sido humilhada e ter passado por todo aquele sofrimento desnecessário), eu falaria ao invés da coleguinha, o  polímata Leonardo da Vinci.
Leonardo_self.jpg
Leonardo da Vinci segundo o Wikipédia:
Leonardo di Ser Piero da Vinci, ou simplesmente Leonardo da Vinci (Anchiano, 15 de abril de1452 — Amboise, 2 de maio de 1519), foi um polímata nascido na atual Itália, uma das figuras mais importantes do Alto Renascimento, que se destacou como cientista, matemático, engenheiro, inventor,anatomista, pintor, escultor, arquiteto, botânico, poeta e músico. É ainda conhecido como o percursor da aviação e da balística. Leonardo frequentemente foi descrito como o arquétipo do homem do Renascimento, alguém cuja curiosidade insaciável era igualada apenas pela sua capacidade de invenção.[5] É considerado um dos maiores pintores de todos os tempos e como possivelmente a pessoa dotada de talentos mais diversos a ter vivido.[6] Segundo a historiadora de arte Helen Gardner, a profundidade e o alcance de seus interesses não tiveram precedentes e sua mente e personalidade parecem sobre-humanos para nós, e o homem em si [nos parece] misterioso e distante.
Para quem quiser saber mais: https://pt.wikipedia.org/wiki/Leonardo_da_Vinci
Espera… só salientando aqui:
“… se destacou como cientista, matemático, engenheiro, inventor,anatomista, pintor, escultor, arquiteto, botânico, poeta e músico. É ainda conhecido como o percursor da aviação e da balística.”
Acho que essas múltiplas habilidades me atraem, definitivamente.
Não deixando de admirar a menina mas, desta forma seria muito mais respeitada afinal, quem não respeita um cara como Leonardo da Vinci?
Simplesmente admirável….
Beijomedesligo x_x

Marie Fredriksson

Alguém deve saber quem é esta pessoa mas antes de falar sobre ela quero contar uma história.

Quando eu era criancinha lá pelo fim dos anos 80, minha irmã que é mais velha já era uma adolescente. E mesmo que a adolescência nos anos 80 tenha sido diferente do que é hoje, uma coisa era igual: hormônios. É claro que eu naquela época não entendia nada disso, mas me lembro do vizinho sim. E rolava um “crush” a moda antiga, de forma muito tímida e até bem “amiguinhos” entre o vizinho e minha irmã.

Era assim: Tinha uma rádio rock (que também tocava pop) que era o TOP da época. Tocava Guns N’ Roses, Scorpions, Bryan Adams, Bon Jovi, Queen, Maddona, A-Ha, Michael Jackson, dentre muitas outras bandas maravilhosas da época; quando rolava o HIT da semana, o vizinho aumentava o som e ficava soltando o olhar 43 (com feromônio) da janela em direção a minha irmã que era encarregada da faxina todos os dias.
Varrer a garagem sempre pode ser uma diversão quando se tem um vizinho te paquerando ao som de Guns.

Bom, o “crush” parava por ai, mas era muito divertido na época, penso eu. Eu mesma não estava muito para “crush”, eu queria mesmo é atazanar a vida dela sendo a irmã estraga prazer. :D Acho que sou ainda sou um pouco assim. Eu amo minha irmã. Beijos, te amo!

***

Mas então, havia dentre os hits uma música que eu gostava muito e nela tinha um vocal feminino forte e meio rouco. Lembro-me de ter imaginado como seria aquela mulher com aquela voz maravilhosa, pensava numa pessoa muito linda e sensual; até que a televisão me deu este privilégio, em algum momento da minha vida, de conhecer a dona da voz.

E eu a conheci por Roxette.

Já não mais na época do “crush” da minha irmã, mas posteriormente rolava com essa música o inesquecível filme com Richard Gere e Julia Roberts em “Pretty Woman” ou, Uma Linda Mulher, como queiram. Ahh que filme suspirável, que Richard suspirável… Mesmo criança achava este filme muito lindo. (Chorei na cena final dele no carro com buquê de flores e tal, e rola a ópera no fundo, ele sobe as escadas com medo de altura, rola o beijão… emocionante, é sim… Y_Y)

Mas voltando a Roxette, eu olhava aquela mulher cantando tão linda, aquelas roupas pretas, as botas lindas, o cabelo curtinho em “boystyle” sem deixar de ser feminina, aquela silhueta magrinha e elegante, o maridão apaixonado do lado, sempre ao lado, cantando junto àquela mulher poderosa… Queria ser como ela quando crescesse, e sequer sabia o nome dela.

Os anos passaram, passei um bom tempo ouvindo outros tipos de música, mudei meus gostos e depois de muito tempo voltei a ouvir Roxette por nostalgia, e me lembrei de quão boas eram as músicas, as letras, e também me lembrei dela, aquela mulher linda da voz poderosa. (Desde então não parei mais de ouvir.)
Ainda bem que existe internet hoje em dia, muito fácil pesquisar essas coisas.

Marie Fredriksson.

“Ahh Marie, você me inspirou a imagem de mulher poderosa! Hoje sou adulta, não tenho nem o branco do olho parecido com você, mas você continua sendo uma musa inspiradora para mim.”

Bem… Marie não canta mais em grandes shows nos dias de hoje, e por ironia do destino, não pude ir a última turnê mundial de Roxette na vida, que houve em 2012 AQUI EM SÃO PAULO BEM PERTINHO DE MIM, porque eu NÃO TINHA DINHEIROSSSS. Morri. x.x
Ok, é a vida. E mesmo Marie poderosa, passou por vários problemas de saúde antes de conseguir fazer esta última turnê pelo mundo… Quase a perdemos!!

Marie hoje. Esta sueca de 57 anos ainda permanece com seus lindos cabelinhos.

 Para finalizar, uma das minhas músicas preferidas de Roxette:

“Walking like a man
Hitting like a hammer
She’s a juvenile scam
Never was a quitter
Tasty like a raindrop
She’s got the look”

Beijosmedesligo x_x

Big o que? Oi 2016!

Big… big…. big crunch, acho que era isso. O meu blog. Ninguém mais passa por aqui, nem eu… Quase esqueci.

giphy.gif

Mentira!!! Nunca me esqueço dele… Só não consegui dar a atenção que ele merece, mas nunca perco a esperança de voltar a vida com ele mais presente!! Tá??! ~D:}

***

Bem, 2015 já se foi e nada foi registrado aqui, então me sinto na obrigação de fazer um resumo. Retrospectivas são feitas no fim do ano, mas eu decidi fazer agora no início de 2016, alguém contra? Ok, obrigada. (Mesmo que você seja contra e se dê o trabalho de registrar o seu protesto aqui nos comentários, tenho a total liberdade de apagar isto sem que ninguém se quer saiba que você comentou, ok? MUA HA HA!! …to brincando.)

Mas o que foi 2015 se não um flash na minha vida? Um flash daqueles de câmera do celular da amiga, que te cega, sabe? Resumindo foi assim: Japão tudo de bom com turminha hype em janeiro!! Dança do ventre com Lulu from Brazil e yoga com o professor Lukas mais fofo do mundo a partir de fevereiro; visto americano e Havaí lindo demais com turma queridona em maio; aulas de piano a partir de agosto; correria, mudança e “casamento” (!) em setembro; autoconhecimento, sagrado feminino, orientação e descobertas a partir de outubro; famílias e muito calor em dezembro. Acabou.

Porém, diferentemente de 2014 e 15, 2016 se inicia com planos! Coisa que já tinha desistido de pensar, mas que senti necessidade ao fim de 2015 pois, parece que o tempo só passa e eu nada faço. Senti que precisava me forçar a fazer um plano, mesmo que não tivesse muita ideia do que queria, mesmo que não tivesse nem vontade de fazer alguma coisa específica no momento. Decidi então ao menos iniciar algo para não desperdiçar mais o meu precioso tempo, mesmo que inicie por um rumo e no meio do caminho mude de ideia e siga para outro.
Se não temos planos, metas, objetivos, ficamos de braços cruzados vendo a vida acontecer.
E mesmo que não consigamos concretizar os planos dentro do que esperávamos, ainda há tempo de reelaborar, reestruturar para que se torne palpável. O importante é ter um objetivo em mente e trabalhar para que isto aconteça.
Então, tenho planos para 2016 em diante e não vou contar para ninguém. :B
Não é nada extraordinário também mas é importante para mim e é isso que importa.

Image result for dream plan do

Atrasadamente, feliz ano novo e que este ano seja um ano próspero, cheio de saúde, paz, felicidades, realizações, novidades, prazeres, risadas, alegrias e zaz, e zaz… para todos nós!

***

Beijosmedesligo x_x

Retrospectiva, feliz ano novo!!

A retrospectiva sempre deve ser feita antes do fim do ano?
– Estava meio ocupada e me atrasei.

Não é bom começar o ano me atrasando?
– Mas… agora estou pensando no ano novo chinês. :D

Primeiro então… Feliz 2015 no calendário ocidental para todos!

Meu 2014 foi tão corrido que só postei 3 coisas, nem vi passar! Meu blog está decadente, eu sei, mas, ainda vou mantê-lo por enquanto. Tenho esperanças de um dia melhorar meu ritmo de postagem. (Ainda sem internet na casa. rsrs)

Este foi um ano para fazer a diferença. Nem sei porque mas, tinha que fazer. Pensando agora nem me esforcei para fazer algo de diferente, apenas me deixei levar pelo ano e pelos acontecimentos, sem muitos planos. Bom, talvez isto tenha sido uma atitude diferente; uma postura diferente dos outros anos em que fiz planos, etc, e não consegui cumprir pra variar. Em 2014 não fiz planos. Pensei sim em alguma coisa ou outra, mas, nada muito concreto exceto que tinha que fazer a diferença. E a conclusão que chego hoje, é uma coisa bem óbvia, mas, que não deixou de ser profunda para mim neste momento da vida: Estou amadurecendo. Fazer 30 anos tem um certo peso, sim. É tão triste não ter mais 20 e tantos, mas, por outro lado é tão maravilhoso ser adulta e estar cada dia mais consciente e mais certa de mim! É tão maravilhoso curtir a maturidade, a natureza e a essência do meu ser, e ainda mais, poder compartilhar estes momentos com pessoas queridas, pessoas amadas….

Alguém pode ter pensado: “É claro que está amadurecendo, não é?! Com 30 anos na cara e ainda está aí tentando se conhecer?”

E eu digo: Nunca vou parar de me conhecer, e nunca é tarde para reavaliar os conceitos. A vida muda, as coisas mudam, a gente muda. Como posso me deixar estagnar? Tem gente que morre sem nunca ter vivido a própria essência, morre arrependido de nada ter vivido, ou até mesmo sem ter tido um orgasmo na vida…

Amadurecer não significa perder a criança interna. Esta sempre estará dentro de mim confundindo a cabeça das pessoas que sempre acham que tenho uns 23 anos no máximo. E eu acho isso o MÁXIMO!!! Esta criança sempre deverá assistir desenho animado, curtir brinquedos, desenhar, dançar e cantar alegremente. Precisa ser trabalhada para sempre viver alegre e sorridente!

Outra coisa que penso que fez diferença neste ano para mim, posso resumir em 5 lugares: Okinawa, Shirakawago, Beijing, Shanghai e Dubai. Não preciso dizer mais nada. Isso para mim foi uma conquista!

O fim do ano pra variar me bateu a Síndrome do Final do Ano. Este ano porém, não tão forte, apesar de todo o corre corre de sempre. Voltar às raízes, comer comidinha de mamãe, brincar com animais, rever amigos, bajular os sobrinhos, conversar com a irmã e passar o natal com a família foi tudo de bom. Também foi bom o suficiente para me lembrar porque parti… -_-‘ e este também foi um motivo para eu ter me atrasado em minha retrospectiva. Precisava pensar um pouco.

A diferença de 2014 foi interna, e o interno influencia no externo. Não acho que foi uma mudança, uma diferença brusca, mas, certamente importante.

Não sei o que será de 2015. Não programei, não fiz metas… ainda! Achei desnecessário fazer agora. Nem sei se vou preparar para o Ano Novo Chines, ainda há coisas que preciso organizar em minha mente… (Sentindo falta do retiro espiritual e das companhias… :) Que saudade boa!! ) É uma coisa de “feeling”, como diz o namorado. Quando eu sentir que está na hora, farei…

Meus planos, minhas metas, em meu tempo, em meu feeling… (Parece egoísta mas, estou pensando nas pessoas ao meu redor também, tá?)

E que este ano seja próspero, que tenhamos amor e paz em nossas vidas, que tenhamos sorte, surpresas agradáveis, que tenhamos mais paciência, tolerância, humildade e sabedoria, que tenhamos alegrias e felicidades e que consigamos dar muitas gargalhadas, dessas de fazer chorar, de doer a barriga, de rolar no chão, sacudir as pernas e pedir pra parar de tanto rir!!

Beijosmedesligo x_x

Minha vida de arte!

Para todo canceriano ou pisciano que se preze, haverá um cantinho no coração para as artes da vida.

Nós que somos sensíveis apaixonados signos da água, somos especialistas em viver as emoções e muitos de nós, assim como eu também, está aqui para viver e expressar-se em arte.
(Não estou querendo dizer que pessoas de outros signos não são sensíveis suficiente para serem artistas. Foi só uma brincadeirinha de signos.)
Minha vida de arte começou desde muito nova.
O desenho certamente tem um significado profundo em minha vida desde sempre. Teve forte influência japonesa pelo decorrer da minha vida, ganhou traços de moda e design por um tempo e hoje trilha um caminho solitário e triste, um pouco afastado do verdadeiro mundo da arte. Em busca de novos horizontes, buscou o curso na Quanta academia, mas a vida… ahh a vida… nunca se rebaixa em deixar-nos fazer simplesmente tudo que queremos. rssrsrs
IMG
A música sempre esteve e ainda está presente em minha vida. Nunca deixei e acredito que nunca deixarei de ouvir música porque tem muita coisa boa para ouvir, além de que sempre gostei muito de cantar. Cantar lava a alma!! Espanta os males!! Mas, gostar de cantar não quer dizer saber cantar. Apenas observando. rsrsrs
SMusicPianoAntiqueshutterstock_-1920
A dança me envolve do fundo da minha alma. Devo ter sido bailarina na vida passada pois, amo, amo, amo dançar. Apenas isso. Qualquer outro tipo de exercício físico eu detesto. (Abre exceção para natação e aos alongamento que também gosto.)
Fiz todos os tipos de danças que pude e que me interessei até hoje. Estou parada no momento mas, quero voltar a fazer assim que arranjar brecha! (Abaixo, Ansuya lindona.)
Ansuya4
A arte cênica também fez parte da minha vida. Atuar é viver! E aprender um pouco sobre artes cênicas me ajudou muito na adolescência para minha desenvoltura e para atividades em público. Mas hoje já não tenho tanto interesse. Interesse sim em assistir peças de teatro! Isso sim, amo, amo, amo!
word-sell-theater-masks
Existem muitas outras formas de artes. Viver é uma arte!
E o que vivo hoje, mesmo que afastado do mundo da arte, está na minha essência e será muito difícil de eliminar da minha vida (também porque não pretendo e não quero eliminar isso!!).
Viverei isso sempre, para sempre comigo!
Arte é liberdade da alma!
beach-dancing-freedom-girl-favim-com-674569
Amor pela arte = Amor pela vida.
Beijosmedesligo x_x

Cada dia, renascimento!

Tenho visto ultimamente muitas coisas sobre viver bem, conselhos para melhorar a qualidade de vida, alimentos que te fazem bem, formas de se livrar do stress, maneiras de superar os traumas do passado… Estou ficando louca com tantas dicas e não consigo aplicar nenhuma delas na minha vida.

Ser humano é muito complexo para inserir todas estas coisas na vida. E a vida também oferece muitos caminhos aparentemente fáceis que te levam para uma emboscada. Estou falando de coisas como a alimentação e hábitos, por exemplo: Comer frituras é uma delícia; passar o dia todo rolando da cama para o sofá, do sofá para cama, com seu copo de Toddy e pacotinho de bolacha, assistindo filmes também é muito bom, mas, que estas coisas não se torne rotina. Ser humano precisa se alimentar de forma adequada, precisa fazer exercício físico e também precisa manter a mente ocupada (com o trabalho por exemplo…) para não cair em depressão ou outros tipos de doença.

Infelizmente precisamos trabalhar. Não só para ganhar dinheiro, pagar contas e viver, mas, ter uma rotina, exercer a mente e o pensamento nos faz mais atentos e racionais. Mesmo parecendo muito conveniente tirar férias para o resto da vida e conseguir sobreviver com algum dinheiro místico que entra na conta vindo do além. E é claro que mesmo neste caso você aproveitaria para viajar, estudar sobre as coisas que gosta etc, certo? Espero que sim. Eu pelo menos faria isso.

As vezes gosto de imaginar uma realidade alternativa sem limites. Viajando, estudando sobre todas as cosias que são legais para mim, ajudando abundantemente minha família e vendo o sorriso de felicidade dos meus sobrinhos etc; realizando o sonho da “mansão” própria!! (Sim, porque se não tenho limites não preciso ter apenas uma casa própria, posso ter uma mansão própria!! hahaha!!)

Mas voltando a realidade, acredito que precisamos é “fazer o bolo com o ingrediente que temos” (pegando as palavras da minha amiga Glê, emprestadas…). E o que temos para hoje é mais um dia de batalha. De nada adianta o mal humor, a tristeza de não ter tudo que queremos, ou a frustração de não ganhar o quanto queremos, ou que não aproveitamos bem o tempo até hoje direito, deixamos de fazer X coisas…

Ontem já era, não tem volta. Hoje, podemos fazer o que podemos fazer. E o que podemos fazer, para fazer deste dia de hoje um dia proveitoso? Pense nisso. Pense que a cada manhã você renasce, ganha um dia novinho e inteirinho para aproveitá-lo! Mesmo que neste dia você tenha que cumprir com obrigações, você pode escolher cumprir suas obrigações de mal humor, e de qualquer jeito, ou cumprir suas obrigações bem humorado e de maneira satisfatória adquirindo benefícios para você mesmo.

Então, respire fundo que hoje tem mais um longo dia pela frente para “faxinar” e botar tudo em ordem! Mais um dia que você renasceu e precisa viver com carinho sua própria vida, sua própria história!

C’est la vie!

Beijosmedesligo x_x